Arquivo da tag: #Mensagem

A MULHER ELEITORA

Em tempo, para homenagear as mulheres neste 8 de março, Dia Internacional da Muher, vai a poesia de Drummond, AMulher Eleitora, composta em homenagem a Mietta Santiago, que ao estudar a 1ª Constituição republicana brasileira percebeu que as mulheres estavam alijadas do processo eleitoral sem nenhum fundamento legal. Mietta, então, reivindicou o direito de votar e ser votada das mulheres.

 

“Mietta Santiago
loura poeta bacharel
Conquista, por sentença de Juiz,
direito de votar e ser votada
para vereador, deputado, senador,
e até Presidente da República,
Mulher votando?
Mulher, quem sabe, Chefe da Nação?
O escândalo abafa a Mantiqueira,
faz tremerem os trilhos da Central
e acende no Bairro dos Funcionários,
melhor: na cidade inteira funcionária,
a suspeita de que Minas endoidece,
já endoideceu: o mundo acaba”.

Carlos Drummond de Andrade.

Anúncios

TECENDO A MANHÃ

Um galo sozinho não tece uma manhã:

ele precisará sempre de outros galos.

De um que apanhe esse grito que ele

e o lance a outro; de um outro galo

que apanhe o grito de um galo antes

que com muitos outros galos se cruzem

os fios de sol de seus gritos de galo,

para que a manhã, desde uma teia tênue,

se vá tecendo, entre todos os galos.

e o lance a outro; e de outros galos

João Cabral de Melo Neto.

 

 


UM POUCO DE DRUMMOND…

“Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo.”

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)


PRA COMEÇAR DO ZERO!

“O início da sabedoria é a admissão da própria ignorância. Todo o meu saber consiste em saber que nada sei. Só sei que nada sei, e o fato de saber isso, me coloca em vantagem sobre aqueles que acham que sabem alguma coisa.”

Sócrates, 470 a 399 a.C.

 

Essa mensagem, uma compilação feita com trechos do pensador grego Sócrates, cabe bem no inicio de um novo ano letivo, para que possamos começar em pé de igualdade com todos os colegas. Lembrando muitos educadores, em especial Paulo Freire, de que o ato de ensinar deve ser compreendido com uma relação de iguais, em que professores e estudantesestarao ao mesmo tempo, “ensinando” e “aprendendo”, uns com os outros. Na realidade estarão construindo o seu conhecimento.